24 de julho de 2019

DAS PASSARELAS PARA AS RUAS: RED DRESS

É inevitável creditar o vermelho como a cor mais quente. Eternizados pelas divas de Hollywood, como Marilyn Monroe, Rita Hayworth e Elizabeth Taylor, os diversos tons do amor têm aparecido cada vez com mais destaque nos visuais monocromáticos, com grandes doses de sofisticação e modernidade independente da tendência da vez ou da temporada. E, diferente dos códigos que eram aplicados há algumas décadas, vale usar um look total red em ocasiões urbanas, com elementos que trazem peças com materiais e modelagens elegantes. A Cami e eu criamos duas propostas de produções que apresentam o vestido vermelho como protagonista absoluto. Enquanto ela investiu em um shape de barra pontuda assimétrica, mangas longas bufantes e decote discreto com amarração, eu elegi o longo cocktail Barbara Bela com um maxi cinto e decote levemente canoa. Repare como os vestidos apresentam uma certa leveza e uma pitada cool na forma com que eles ganham a cena. Para torná-los ainda mais parte de um outfit casual, vale substituir as sandálias por tênis ou botas baixas de cano curto.

Nas passarelas, uma infinidade de inspirações. Icônico da maison, o vermelho é sempre um dos grandes aguardados nas coleções da Valentino. A cada estação, o estilista Pierpaolo Piccioli apresenta uma adaptação do uso da cor em peças altamente desejáveis. Para o Fall 2019, ele trouxe o vestido com construção assimétrica. Por cima da silhueta em linha reta há uma espécie de poncho com ponta lateral que esconde as mangas e transforma o modelo em uma opção delicada, versátil e contemporânea. Já Ronald van der Kemp apostou na modelagem em linha A do tomara que caia. O red dress tem pregas que partem do decote princesa em direção à barra volumosa.

Ainda no caminho assimétrico, Elie Saad desfilou uma proposta que brinca com fendas, laços volumosos e saia ampla. Tudo ao mesmo tempo e, para arrematar, scarpin do mesmo tom, mas em veludo. O ponto de contraste para dar uma pitada vintage cool ao look monocromático. Com direito a open boots na mesma tonalidade, Victoria Beckham investiu no vestido mais soltinho, com maxiprega e barra composta por uma estrutura balonê discreta e vaporosa.

Franzidos, amarrações e mangas bufantes fizeram parte das coleções da Brock Collection e Alexander McQueen. Claro, cada marca apostou em uma proporção. A primeira apostou em um shape mais justo e com certo perfume camponês requintado. Já a grife inglesa não economizou na estética dramática e trouxe saia, mangas e gola rufo com muito volume.

Pronta para usar vermelho de janeiro a janeiro? Definitivamente, ele já ocupa um posto de cor indispensável do guarda-roupa, é sinônimo de poder e tem sua versatilidade como ponto alto no dia a dia.

Beijos, Alice.





[star] [pula] [ow] [ohhhh] [oh] [mix] [make] [loveyou] [love] [love2] [lip] [legal] [kiss] [heart] [fiufiu] [domo] [dance] [cool] [clap] [cake] [bravo] [bow] [batom] [bad] [angel] [ahh] [^_^] [^^] [] [S2] [:S] [:(] [!]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

gravatar Franci Pacheco
1
26 de julho de 2019 às 1:38 pm

acho lindo e super chique!

2
29 de julho de 2019 às 2:55 am

Há pouco tempo (re)descobri vermelho e acho uma cor que fica LINDA em todo mundo!! Adoro estes posts e obrigada, Alice, pela perspetiva e pelo post informativo!

3
1 de agosto de 2019 às 4:57 pm

Chic , Chique

Youtube 3.365.547
Instagram 4.371.488
Facebook 2.727.601
Twitter 229.411
@Camilacoelho no instagram
© Copyright 2015 Camilacoelho.com - Todos os direitos reservados. | Design EvelynRegly.com e programação chloédigital
powered by chloédigital